segunda-feira, 25 de novembro de 2013

As Mulheres são Feitas...

As mulheres
são feitas de música
dos sons de estrelas
das águas da cachoeira
das ondas do mar

As mulheres
são embaladas de dança
de bater o pé
de mãos unidas
em canto sagrado

As mulheres
são feitas de sonho
dos sonhos de Deus
do sonho do amor
do filho que ainda não veio
dos sonhos de sonhar
As mulheres
são perfumadas de flor
das flores do campo
do jardim de casa
da rosa, do cravo
do jasmim
da cerejeira
As mulheres
são pintadas de arco íris
com cores de mar
do céu infinito
com nuances de mata
pinceladas com fogo
As mulheres
são belas
são feras
são doces
mas não se enganem
As mulheres
são rubro sangue
e sabem-se armadas
ferozes
felinas.....
As mulheres
são água que flui
são fogo que queima
terra que sustenta
e o ar dos teus sonhos!!!


Rose Kareemi Ponce

Women's Circle

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O Ser e a Água

O planeta Terra é composto por 71% de água, sendo que 97% está nos oceanos, 2.4% em geleiras e calotas polares e 0,6% em rios, lagoas, lagoas e águas subterrâneas. Rodeados por tanta água é impossível imaginar que algum dia este elemento essencial para a nossa existência possa chegar ao fim.

A água se move no nosso planeta em um ciclo fechado e contínuo que compreende a evaporação, precipitação e escoamento interligando a atmosfera, a hidrosfera e a litosfera (solo). Ela é u único elemento que existe nos três estado da matéria - sólido, líquido e gasoso - conferindo uma transferência contínua de água de um estado para o outro. Por isso ela é considerada um veículo de transporte de nutrientes, diluidora de sólidos e resíduos e reguladora dos sistemas energéticos da Terra.

Assim como nesse organismo macro que nos acolhe chamado planeta Terra, o nosso corpo também é composto essencialmente por água, cerca de 70%. A hidratação é fundamental para a nossa condição de vida, pois também estamos sob influência do ciclo hidrológico em nosso organismo. Ela transporta nutrientes e detritos celulares resultantes do metabolismo, além de hormônios e enzimas e outras substâncias. Tem efeito lubrificante nas articulações, regula a temperatura, facilita a eliminação de toxinas. Sem uma hidratação adequada o organismo acumula toxinas, pois aumenta a concentração de sólidos e é preciso compensá-la com a retenção de líquido.


A maior concentração de água no corpo está no cérebro. Muitas dores de cabeça deixariam de existir se bebêssemos mais água. Consequentemente, os níveis de estresse, ansiedade, problemas intestinais, respiratórios e articulares também reduziriam devido a boa qualidade da circulação de líquidos e eliminação de toxinas.

Num campo de observação mais sutil, em nossos corpos energéticos a água é um fluido essencial, pois está diretamente relacionada às nossas emoções. Da maneira que lidamos com as nossas emoções somatizamos sintomas no corpo físico onde a influência da água está diretamente relacionada. Por exemplo, se a personalidade do indivíduo tiver características mais resistentes e inflexíveis é provável que as articulações serão afetadas. Por outro lado se o indivíduo tem dificuldades em se posicionar diante o mundo devido ao medo e ansiedade problemas gastrointestinais podem surgir.

A água age melhorando o fluxo energético nos campos vibracionais devido a sua condição polar. Nesse sentido, compreende-se que se há medo, existe coragem, se há tristeza, existe alegria, se há ira, existe a tranquilidade... e assim por diante. Da mesma forma que ela atua no transporte e eliminação das toxinas da Terra e do nosso corpo físico ela também realiza esse trabalho em nosso campo vibracional transformando estados negativos de consciência e padrões positivos. Como estamos num infinito processo de mutação devido a interação, reflexão e reação ao ambiente que vivemos é muito importante cuidar da água em toas as sua formas e manifestações. Pois, cuidar da água significa cuidar da vida.

FLORES E CURAS III

 - Victoria-Regia
Planta originária da Amazônia, suas folhas arredondadas podem chegar até 2 metros de diâmetro. Esta planta flutua levemente pela água e pode sustentar o peso de um coelho. Existem várias lendas que contam a história da Victoria-Regia, uma delas diz que Naiá, uma índia, admirada pelo brilho da lua nas noites quentes à beira do rio desejava tocar a lua. Então, em uma bela noite Naiá mergulhou no rio banhando-se pelo reflexo da lua e nunca mais voltou. A lua, com pena da moça, a transformou em uma flor gigante - Victoria-Regia - com inebriante perfume e pétalas que se abrem à noite para receber o brilho da lua. Essa flor favorece a transcendência dos medos ocultos e ressentimentos através do desabrochar da intuição e escuta interior. Auxilia na libertação de padrões de comportamentos negativos arraigados na alma que precisam ser modificados pelo desapego trazendo aceitação e entendimento!



 - Cactus
Os Cactus são plantas nativas das Américas e Caribe. Existem em ampla variedade e possuem raízes rasas que se estendem pela superfície do solo para coletar água. São capazes de absorver muita água em poucos dias conferindo habilidade em formar novas raízes e permanecer durante longos períodos de seca. Todas as variedades de Cactus florescem e passam a florescer na mesma época do ano da primeira floração. São resistentes e se adaptam a diversos locais. Por viverem em lugares onde outras plantas nem sequer floresceriam, as flores dos Cactus nos ensinam a perseverar enfrentando os sentimentos reprimidos de inadequação. Mesmo em "tempos áridos" é possível encontrar a divina presença representada pelas cores e formas. Muitas vezes é em condições escassas que transformamos o alimento à disposição em combustível para superar um desafio aparentemente intransponível. Utilizadas para curar cicatrizes da alma, renovar as forças e acessar a sabedoria interior!




 - Peregrina
Flor originária do Havaí, indicada para momentos em que a mente está sempre projetada no futuro impedindo o aproveitamento da existência no tempo presente. Planos, objetivos e idéias para o futuro são importantes e saudáveis, porém é necessário estar atento e vivo no "aqui e agora", pois não existe linha de chegada. Apenas, a glória do momento!







 - AZALEIA
Conta a lenda que um destemido e vitorioso imperador chines era infeliz porque não tinha o amor da mulher que vislumbrava em seus sonhos. Certo dia, ao regressar de mais uma batalha foi persuadido por um vendedor de flores que lhe ofereceu uma planta de Azaleia. Logo as plantou e não tardou para que seu romântico sonho se realizasse. Lembrando a orientação do vendedor, todos os dias o imperador e sua amada bebiam um chá feito com as pétalas da flor. E cada dia ficavam mais apaixonados! Precisa falar mais?! Ok - a Azaleia desperta a capacidade de sentir-se alegre e ressalta a visão positiva da vida nas personalidades fechadas ou amarguradas por traumas em relacionamentos afetivos!




 - Flor de Maracujá
A Flor de Maracujá é muito bela. Também conhecida como a "Paixão de Cristo" devido ao seu formato que encantou os espanhóis que por aqui chegaram lá por volta de 1600. Essa flor vem nos lembrar a facilidade que temos em nos direcionar para dimensões mais elevadas e atingir a força crística se tivermos fé, coragem e determinação na jornada terrena. Auxilia na compreensão dos instintos, traz calma e serenidade, assim favorecendo ao equilíbrio entre razão e emoção. Também é indicado para medos ocultos e ansiedade.




 - Ipomoea púrpura
Também conhecida como Glória-da-manhã, essa flor, originária do México e América Central, foi muito utilizada pelos Sacerdotes Astecas e Índios Chontal como planta medicinal e presente em rituais de cura. A planta é um arbusto que se entrelaça nas estruturas revelando a sua personalidade reconhecida nas pessoas que estão sempre buscando padrões alternativos de existência ou métodos vulgares de transcendência. Presente em vários sistemas florais, como os de Bach e Minas, essa essência está ligada à mitologia grega pelo deus do céu Urano. É a flor dos aquarianos. Ipomoea auxilia na desintoxicação por álcool e drogas, lembrando as pessoas que buscam caminhos tortuosos e formas destrutivas e cegas de transcendência de que a melhor forma de encontrar a si mesmo é desenvolver o interior, respeitar o ritmo e a ordem e compreender os ciclos que interferem na matéria.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

RODA CIGANA

RODA CIGANA por Caroline B. klipel

A Roda Cigana é o símbolo máximo da Cultura Cigana presente na bandeira que identifica este Povo. Representa o ir e vir sobre a Terra, os caminhos percorridos e sofridos pelas diversas intempéries e desafios. Por isso, na Roda também está contida a fonte de conhecimento, pois em círculo os ciganos se organizam para compartilhar a sua história e sabedoria. No centro, além da fogueira que aquecia os acampamentos antepassados, está presente os valores de liberdade, união e natureza que são como eixos por onde a Roda gira e conduz a trajetória deste Povo. Em carroça ou a pé, carro ou avião, a locomoção é uma sina e por onde passam deixam seu brilho e causam encantamento. Por vezes a desconfiança nos ciganos foi alimentada pelos outros Povos sendo muitos ainda marginalizados. Talvez, por isso ainda lutam em favor da preservação e respeito da sua cultura.
Muitas voltas dá uma Roda, e muitos assuntos são trazidos à tona recheados de experiência e sentimentos. Na Roda nos encontramos sem preconceitos de raça, credo ou cor. É ambiente propício para o sentir e refletir, pois “todos” somos mais “um”, que somados formamos novamente o todo. Também é um local de trocas, onde as vivências se complementam como elos que formam uma corrente e se fortalecem.
Vivemos num tempo em que muitos valores estão esquecidos ou renegados, pois o sistema de vida que “opera” atualmente não funcionaria se baseado em ordens de fraternidade, amor e comunhão com a natureza. Essa é a razão indiscutível para tantas doenças, segregação, desperdício de recursos naturais e dificuldades de relacionamento (entre tantas outras mazelas) que encontramos no mundo hoje. Por isso é importante reconhecer o positivo e o trazer à tona em momentos breves, mas intensos, nos quais possamos novamente nos identificar como seres humanos integrantes da Terra e pertencentes a ela. Faz-se necessário esse reconhecimento para que a distância entre os valores que constroem a nossa existência nessa dimensão de vida fique mais próximos do nosso coração.
Nesse sentido, a Roda Cigana propõe, à exemplo dos ciganos, um espaço-tempo onde possamos nos conhecer e nos reconhecer na liberdade de sermos mais a essência do que a aparência; a comunhão com a natureza possibilitando o conhecimento sobre os elementos que podem servir como preventivos da saúde humana, proteção do lar, harmonização energética e muito mais; a expressão das nossas emoções pela dança e música, além do colorido das roupas, que intensificam o contato consigo mesmo e com os planos superiores divinos.

Essa é a nossa proposta, OPTCHÁ!!!


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Cores para nossos olhos e para nossa alma

As cores são ondas luminosas que atravessam nossos olhos e por meio delas a matéria se manifesta, segundo o físico quântico Devid Bohm, que diz: “toda matéria é luz congelada”. Elas produzem uma sensação visual, pois vivemos rodeados por um cromatismo intenso. E, por isso, as cores influenciam os seres humanos nos âmbitos – fisiológicos, psicológicos, energéticos. As diferentes potências das cores atuam sobre os centros nervosos modificando o curso das funções orgânicas. De acordo com o pesquisador Theo Gimbel, autor do livro Forma, Som, Cor e Cura, “a cor, como vibração mais elevada que o som, apresenta consequentemente uma repercussão mais forte sobre o homem ou sobre qualquer matéria viva. Assim, a cor produz mudanças químicas mais sutis do que o som o faz”.

Em 1704, o físico e matemático inglês Isaac Newton (1642-1727) apresentou em sua obra um questionamento-chave para a relação luz e cor. Trata-se da passagem do raio de luz branca por um prisma, revelando o espectro cromático que, por sua vez, ao atingir um novo prisma, retorna a luz branca original. Ou seja, a luz é uma mediação que manifesta a matéria quando exposta aos feixes luminosos, uma grande intermediária entre o homem e a natureza.

Por ser uma realidade sensorial as cores produzem efeitos na emotividade humana. Podem causar movimento, no caso do amarelo, ou profundidade, se lilás; expansão, para o azul, e por aí vai... Cada cor tem a sua particularidade no que diz respeitos aos estímulos que provocam. Mas, o que é vermelho, verde e laranja? a cor em si só pode ser explicada quando mostramos coisas que têm essas cores. Essa subjetividade presente nas cores geram diferentes percepções e respostas para um mesmo mundo entre um indivíduo e outro.

Fato é que cada cor, sendo uma fração representativa da totalidade da luz é uma vibração que em contato com o corpo material vivo reflete a sua essência. Portanto, as cores têm significados e modificam os padrões energéticos vibracionais.

Palavras-chaves das cores:

ROSA: AMOR
Universo em Cores

VERMELHO: ESTRUTURA

LARANJA: VITALIDADE

AMARELO: MEMORIA

VERDE: COMUNICAÇÃO

AZUL: EQUILÍBRIO

ÍNDIGOANESTÉSICO

VIOLETA: LIMPEZA