sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Roda Cigana - Flores e Danças Circulares

As flores enfeitam os nossos jardins desde muito tempo. São o desabrochar das plantas quando atingem a sua maturidade e podem manifestar ao universo toda a sua beleza contida em flor. Representam a parte essencial da natureza da planta, nos identificando a sua vocação.

Por isso as flores possuem alto potencial de cura agindo nos nossos campos de energia como chaves. É muito saudável ter um jardim ou flores dentro de casa, preferencialmente plantadas. Elas modificam estados negativos no ambiente, trazem alegria, beleza e harmonia que sustentam novos padrões de vida.

A dança circular sagrada nos conecta com todos os elementos da natureza - terra, fogo, ar e água. Ela manifesta os símbolos que nos acompanham nos mostrando a essência de cada um. E, assim como as flores, também é chave. Através da sua jornada ela nos leva para a unificação de todas as partes que nos compõem. Essa trajetória à totalidade é vivida pelo movimento que amplia a consciência renovando o sentido da vida numa comunhão destes elementos.

A seguir, algumas flores, significados e curas: 


ARTEMÍSIA: Para distúrbios de apetite e digestivos, problemas relacionados ao fígado e vesícula. É considerada uma planta de poder, um depurativo e antibiótico natural, que libera rapidamente toxinas purificando rapidamente os corpos sutis mais densos. Útil, também, em situações traumáticas em sintomas físicos e psíquicos. "Sonhar é acordar-se para dentro." Mario Quintana. Quando fechamos os olhos e deixamos a voz interior nos guiar, um mundo novo surge para desbravar!


CRAVO: É uma flor de essência masculina que promove aterramento em situações de trauma ou provações. "O amor é a única flor que desabrocha sem a ajuda das estações." Khalil Gibran. O calor do amor dissolve a frieza da dor guardada no peito, e traz de volta a luz do movimento!




HIBISCO: Esta é a flor do relacionamento. Sua ação aumenta a autoestima, harmoniza as polaridades e cria entre as pessoas um campo de relacionamento associativo. Atua no chakra umbilical, por isso auxilia diminuindo o medo que as pessoas podem manifestar em se relacionar. “Não é da natureza do amor forçar um relacionamento, mas é da natureza o amor abrir um caminho.” A Cabana. Reconhecendo e aceitando a nossa essência seguiremos a cada passo pelo caminho do amor!


JASMIM: O jasmim promove o equilíbrio nos corpos sutis, harmonizando os centros de energia. Proporciona a libertação de uma autoimagem falsa, promovendo a criação de uma nova imagem de si. "De que árvore florida chega? Não sei. Mas é seu perfume..." Matsuo Bashô. A cada passo, confiança, em cada gesto, leveza, nos pensamentos, clareza!



MARGARIDA: A flor da jovialidade resgata o entusiasmo sentido no período da adolescência. Essa energia extra, trazida pela margarida ajuda a visão englobar muitas informações num todo integrado. “Enfeite-se com margaridas e ternura e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim." Carlos Drummond de Andrade. A dança nos conduz para a abertura de um belo sorriso!


ORQUIDEA: Essa flor nos conecta com o feminino mais profundo existente em nós. Por isso ela age no inconsciente revelando seus conteúdos, que muitas vezes estão presos em aspectos sombrios. Essa flor transmuta esses aspectos e a nossa visão dos mesmos tornando-os belos. "Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado." Roberto Shinyashiki. A fé é a certeza de que no todo encontramos o uno, e vice-versa, por isso nunca estamos sozinhos!


ROSA: A rosa representa a terra, pois é a flor mais cultivada no mundo todo. Está ligada ao coração, portanto, quando oferecemos um buque de rosas a alguém estamos comunicando nossos sentimentos. A essência das rosas favorece a relação entre os chakras superiores e inferiores ativando o chakra cardíaco e liberando o chakra básico, o que deixa o indivíduo mais conectado com a terra e centralizado no seu eixo de equilíbrio. "É acreditando nas rosas que as fazemos desabrochar." Anatole France. Que sejamos nós mesmos, cada vez mais, como a rosa que desabrocha e perfuma!



SEMPRE-VIVA: Esta flor ativa o chakra básico agindo na energia de sustentação, por isso é um tônico físico, psíquico e espiritual. Tem ação regenerativa. "Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida..." Bob Marley. Quando nossos pensamentos estão alinhados com nossos sentimentos e atitudes não há espaço para adversidades!

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Um Bordado Feminino - II

A cores nos iluminaram com seu brilho em mais uma Roda Cigana, no dia 26 de janeiro de 2014.














Para facilitar nosso contato profundo com cada cor utilizamos as águas cromáticas.














Dançando a cor marrom nos conectamos com a terra e nossas raízes lembrando, também dos nossos
ancestrais.














Foi um momento de pura energia, que trouxe para consciência do "aqui e agora" a certeza da unicidade de cada uma de nós.














O verde e o laranja representou a cura pela alegria. Trouxe leveza, pois liberamos o rizo, que flui fácil em cada passo!














Passando pelo vermelho e azul trabalhamos a temperança até encontrarmos a cor rosa.














Sua percepção foi polêmica, já que a cor rosa está associada à imagem doce e frágil da mulher. Fazendo conotação daquilo que precisa ser cuidado.














Então, lembramos como é importante nos amarmos mais e cuidarmos daquelas partes mais frágeis de nosso ser. Estar em sintonia com o rosa nos mantém jovens de alma!














A cor amarela foi experimentada na dança junto com o violeta, ao som de uma música indiana.














E na cor índigo pudemos sentir toda a iluminação e transcendência do nosso ser!














No branco reunimos as cores e a nossa dança foi livre.














Brincando de colorir!














Mês que vem tem mais!














OPTCHÁ!